Seja um #liglover. Faça parte das nossas redes!

Como a China comemora o Natal

28.11.2019

Você sabia que o Natal, tão celebrado aqui no Brasil, não existe no calendário chinês?

Compartilhar


Segundo a tradição, na China não se comemora o Natal. Isso porque em termos religiosos os chineses estão mais ligados ao confucionismo, ao budismo e ao taoísmo. Porém, embora a China seja um país comunista, ela é bastante aberta à globalização e recebe pessoas do mundo todo, principalmente em viagens profissionais, por ser uma potência econômica. Toda esta influência externa já tem feito as grandes cidade incluírem o Natal em suas pautas, principalmente na decoração e no comércio.

E como a comemoração não é oficial, na China também não há feriado de Natal! Da mesma forma que a figura do Papai Noel não é popular entre as crianças, que chegam a chamá-lo de Dun Che Lao Ren, traduzindo: Homem Velho do Natal. Então a data acaba ficando mais restrita às grandes cidades e ao contexto comercial.

No ano passado, inclusive, uma cidade do norte da China foi proibida de celebrar ou fazer qualquer menção ao Natal. Langfang, província de Hebei, apelou ao público para denunciar qualquer pessoa que “espalhe religião”, em parques, praças ou qualquer área pública.

Agora, um fato curioso sobre a relação da China com o Natal, é que os chineses são os maiores produtores de árvores artificiais e de enfeites natalinos. Segundo a Xinhua, agência de notícias chinesa, o país exportou 60% das árvores artificiais do mundo em 2017 e, se você quiser conferir este fato, basta dar uma olhada na decoração natalina da sua casa, vai ver que quase tudo é “made in China”.

Bom, como no Brasil tem Natal, com direito a celebração, feriado, presentes e tudo mais, comece a comemorar agora e peça uma refeição bem caprichada do Lig-Lig.

Desenvolvido por: